Arquivo da tag: sonorização

Áudio de pegada – Gravando um bootleg

Por Eduardo Curi

Como dissemos anteriormente, o Grito Rock BH 2009 fez surgir a nossa frente de sonorização. Nosso primeiro trabalho foi tentar gravar o primeiro dia de apresentações, n´A Obra. O trabalho começou algumas semanas antes, com uma troca intensa de e mails, com todo mundo fazendo um mutirão para juntar o equipamento necessário para fazer uma gravação razoável.

Após várias conversas conseguimos juntar o seguinte equipamento:

– um lap top e um HD externo
– fones de ouvido
– um shure sm57
– uma di box
– pedestais
– um par de Samson co1 pra overheads de bateria
– duas mesas behringer de quatro canais cada uma
– uma interface ESI 610 de 4 canais
– cabos, cabos e cabos!

Além desse equipamento, pudemos contar também com os d´A Obra, como mics para voz, bumbo e amplificadores de baixo e guitarra, além do equipamento de PA, que usamos para puxar o bumbo e a voz.

Montagem

Chegamos lá por volta das 8h30 e começamos a montar o equipamento. Primeiro, instalação de softwares e drivers (que, obiviamento, deu pau, fazendo a gente ter que ir em uma lan house pra baixar o driver da interface). Enquanto isso, ligávamos os canais da mesa d´A Obra na nossa mesa.

Montamos os eguinte esquema:

– Ligamos a cozinha em uma mesa: dois canais de overhead nos canais amplificados da mesa + o bumbo na entrada de linha + o baixo, saindo do send do cabeçote, direto na linha (um conselho pra quem for gravar lá fazendo isso: corte todos os agudos do baixo no ampli, senão distorce e fica horrível). Dessa mesa, tiramos o L / R, cada canal com um instrumento, e jogamos na interface.

– Na outra mesa, ligamos o mic de guitarra e a saída de voz da mesa d´a Obra nos canais amplificados, tirando o L / R, novamente, cada um com um instrumento, na interface.

Gravação

Não tivemos tempo de testar o equipamento durante a passagem de som, então aproveitamos o show do 4, de Sabará, pra fazermos isso. Conseguimos acertar razoavelmente, os instrumentos, mas um problema na captação do teclado nos impediu de aproveitarmos as gravações.

O show do !Slama começou e conseguimos gravá-lo. Porém um erro fez com que o bumbo vazasse pro canal de baixo, sendo corrigido mais pro final, mas nada que arruinasse a gravação. Outro problema foi o baixo, que estava passando direto pelo equalizador do cabeçote, fazendo com que toda hora ele distorcesse.

No show do Stereotáxico, os problemas foram corrigidos. Os agudos do baixo foram cortados e ele não distorceu mais. O som ficou muito bom (sempre em termos relativos) e você pode conferir o resultado aqui!

Mixagem

Fiquei a cargo de mixar o show do StereotaxiCo. A mixagem foi feita em Pro Tools LE. Importei o áudio para a sessão, cortei cada música de modo que cada uma fosse uma faixa separada e comecei a ouvir os canais separados. O de baixo, como era em linha, não possuía vazamentos e só equalizei um pouco para tirar as sobras de graves e o topo dos agudos. Comprimi um pouco, mais para limitar e joguei um Amplitube pro som ficar um pouco melhor (som de linha não dá!). Na guitarra, novamento, apenas equalizei e limitei e não mexi mais. A bateria já veio toda pronta, então apenas equalizei para eliminar a sobra de agudos. Na voz foi impossível mexer, devido ao grande volume de vazamentos, principalmente dos pratos da bateria.

Foi ótima a experiência e mal posso esperar para fazer mais bootlegs!

Um abraço a todos e até a próxima!

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Áudio de Pegada, coletivopegada

Cobertura de Pegada – Grito Rock BH 2009

!Slama, na primeira noite do Grito Rock BH 2009

!Slama, na primeira noite do Grito Rock BH 2009

O Grito Rock BH 2009 foi um divisor de águas para o Pegada. Há meses trabalhando na realização do festival, todo o trampo realizado serviu para amadurecer a estrutura do coletivo, que viu o surgimento de uma nova frente essencial a qualquer coletivo musical, a de sonorização. Com a junção de esforços fomos capazes de gravar alguns dos shows do festival com uma qualidade razoável e em breve faremos mais gravações.

Ouça StereotaxiCo “Assim Só”, gravada ao vivo durante o Grito Rock BH 2009!

http://dc118.4shared.com/download/89728234/9a32d490/Stereotaxico_-_02_-_Assim_S.mp3?tsid=20090304-204146-2827dcbe

A nossa comunicação também está se desenvolvendo. Nossa produção gráfica está crescendo com a entrada de novos colaboradores. O núcleo de imprensa conseguiu uma exposição fantástica na mídia da cidade, com entrevistas em rádio, TVs e jornais e muita divulgação na internet, além de conseguir atrair a equipe da Rock News para cobrir o evento no domingo. A frente de jornalismo entrevistou todas as bandas que tocaram no festival e nas prévias de BH, apresentando-as ao público de modo que, quem quisesse, poderia ter acesso ao material delas antes de cair de paraquedas n´A Obra, que realizou o Grito junto com a gente. Nos desdobramos e cobrimos todos os shows realizados nas Prévias Integradas de BH e também alguns das prévias de Sabará, fotografando, entrevistando, analisando e resenhando tudo o que acontecia!

Assista o Nuda ao vivo no Grito Rock 2009!

Nossa frente de marketing está amadurecendo e se estruturando cada vez mais. Tivemos divulgação organizada por meio de street teams e web teams que deram duro para levar um bom público aos shows. Infelizmente a casa não ficou tão cheia quanto nas prévias, mostrando que a proximidade de um feriado nem sempre ajuda o rock independente.

Tivemos a nossa loja de Pegada presente em todas as etapas do festival, estamos melhorando a nossa contabilidade, desenvolvendo sistemas antifurto (infelizmente sofremos alguns furtos de CDs na barraquinha, prejuízo para todos) e desenvolvendo estratégias para divulgar o que está à venda. A proposta para o futuro é de continuar aumentando a variedade de produtos, principalmente com os lançamentos das bandas de Pegada que estão por vir em 2009. Além disso, iremos disponibilizar tudo na internet, para que as pessoas possam comprar e receber em casa. Fiquem ligados!

Para completar, o GR 2009, em BH, finalmente foi adequado à estrutura sugerida pelo Circuito Fora do Eixo, com a realização das prévias e promovendo a circulação de bandas em várias cidades do estado e, indo ainda mais longe, de uma turnê com bandas do Nordeste e de BH pelo Centro-Oeste brasileiro.

Você pode acompanhar os relatos da turnê no blog Pegada na Estrada, confira!

Realizações como essas nos fazem crer no Pegada como algo viável para a cena da cidade e nos motivam a continuar trabalhando duro, sem receber nem um centavo em troca, pela consolidação da cena da cidade. Porque sabemos que no fim vai valer a pena o esforço e a satisfação de vermos as nossas bandas conterrâneas se destacando Brasil afora.

logo-final-jpg2


Equipe de cobertura

Coordenação e edição geral: Eduardo Curi
Textos: Arthur Vinícius, Camile Cortielha, Lucas Mortiner, Renata Almeida
Vídeo, câmera e edição: Adriano Singolani
Gravação de Áudio: Davi Bretas e Eduardo Curi (19/2), Gilson (22/2)
Fotografia e edição: Stephanie Boaventura e André Persechini

2 Comentários

Arquivado em Cobertura de Pegada, coletivopegada