Arquivo da tag: Matriz

Pré-Seletivas do Projeto Matriz recomeçam amanhã, 5/3

O BH Indie Music reinicia amanhã as suas Pré-Seletivas para o Projeto Matriz. Das 39 bandas inscritas, seis se apresentarão nesta semana: D’Route, Cosmocrunsh, Neural, Os Agulhas, Aqueles Que Não Sabem De Nada e Página Marcada, seguidos por um show especial com os pegadores da Aldan.

As bandas das Pré-Seletivas são avaliadas por cinco jurados de grupos que se apresentam pelo BH Indie Music e pelo voto do público presente.
Serviço:

O quê?
Pré-Seletivas Projeto Matriz – BH Indie Music
06 bandas + show especial com Aldan

Quando?
Quinta-feira, 05/03, às 21h

Onde?
Matriz (Rua Guajajaras, 1353 – Terminal Turístico JK, Centro)

Quanto?
R$ 6 (na porta) e R$ 5 (antecipados, no Café Folha Seca – Av. Augusto de Lima, 885, Centro)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, Pegadores, Seletivas, Show

Último dia para inscrição no Projeto Matriz

Hoje é o último dia para você inscrever a sua banda nas seletivas do Projeto Matriz, que acontece às quintas-feiras, no Matriz.

Você deve mandar as informações para o e mail bhindiemusic@gmail.com
com o assunto Inscrição Pré-seletivas – BH Indie Music 2009, com as seguintes informações:

– NOME DA BANDA
– CIDADE
– URL DO MYSPACE
– ESTILO DA BANDA
– ANO DE FORMAÇÃO
– CONTATO (TELEFONE)

As Pré-seletivas do BH Indie Music são uma audição para as novas bandas que estão entrando no mercado de música. As selecionadas recebem datas de apresentação no Projeto Matriz que acontece todas as quintas-feiras e se apresentarão com bandas já reconhecidas do cenário de BH e de todo o país.

Em março, serão duas as datas de apresentação das bandas chamadas para as seletivas. Os shows serão avaliados por júri convidado e por votação pública no local e acontecem nos dias 5, quinta-feira, e 14/3, sábado.

Deixe um comentário

Arquivado em coletivopegada, Festival, Seletivas

Projeto Matriz, 12/2!

projeto-matriz-1202

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, Show

Grito Rock BH 2009 – 4

Virtuosismo sem chatice

Divulgação/Alan e Loris (Coletivo Retomada)

Foto: Divulgação/Alan e Loris (Coletivo Retomada)

A 4 é uma banda instrumental formada em Sabará (MG) em abril de 2008 por quatro jovens músicos que possuem influências diversas como rock alternativo, progressivo, heavy metal, música brasileira, jazz, entre outras. O resultado é um som virtuoso e técnico sem soar chato. Um som que impressiona pela habilidade sem aborrecer o ouvinte.

Apesar do pouco tempo de formação, o 4 já circulou por várias cidades do circuito mineiro de música independente, como BH, Sabará, Vespasiano, Divinópolis, Patos de Minas e Uberlândia, tocando em festivais importantes no cenário mineiro como o Escambo, em Sabará, o Minas Instrumental, em BH, o Marreco, em Patos de Minas, o BH Indie e o Arena Livre, em Vespasiano. Além disso, a banda, integrada ao coletivo Fórceps, já tocou nas principais casas de música independente de MG como Goma, em Uberlândia, A Obra e o Matriz, na capital.

Como um dos nomes que tocarão no Grito Rock BH e também integrando o evento nas cidades de Montes Claros (28/2) e Sabará (07/3), o 4 conversou com este Blog de Pegada sobre o presente e o futuro da banda:

Pegada: A banda já se apresentou em diversas casas e eventos do circuito mineiro. O que significa para vocês tocar em três Gritos Rock do estado, incluindo BH?

4: Tudo tem acontecido muito rápido para a gente e isso é muito gratificante. O fato de podermos mostrar nosso som em todas essas cidades com tão pouco tempo de banda é fantástico, e o Grito Rock veio para consagrar de, certa forma, todo esse nosso trabalho. Somos muito gratos a todos vocês não só pelo convite, mas também por toda essa empreitada indie.

Pegada: Quais são os próximos planos da banda, para depois das apresentações?

4: Quanto aos planos, pretendemos gravar o mais rápido possivel para lançarmos o disco até o fim do ano, buscando assim divulgar, cada vez mais, nosso trabalho em todo o país.

O 4 se apresenta n’A Obra no dia 19/2, na primeira noite do Grito Rock BH 2009.

1 comentário

Arquivado em Agenda, coletivopegada, Entrevistas, Seletivas

Quinta-feira tem mais Projeto Matriz

Projeto Matriz - 5 de fevereiro

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, O que pega, Pegadores, Produtos de Pegada, Show

Grito Rock 2009 Sabará – 4ª prévia

previa-23

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, Festival, Seletivas, Show

Cobertura de Pegada – 3ª prévia do Grito Rock Sabará

Lupe de Lupas

Lupe de Lupe

No último sábado, 17/1, acompanhamos a terceira prévia do Grito Rock Sabará, realizado no Matriz em Belo Horizonte. Cinco bandas, de estilos diferenciados, se apresentaram almejando seu lugarzinho ao sol. Todos os shows foram muito bons e a seleção do Fórceps, não facilitou a tarefa de escolher apenas uma banda. Mais uma vez, o coletivo Pegada estava presente armando a barraca (no sentido bíblico da expressão), oferecendo ao público camisetas, bottons, adesivos e CDs da cena independente.

Quem abriu a noite foi a banda belo-horizontina Junkbox. A caixa de bagunças, liderada pela vocalista e guitarrista, Malu Aires, fez uma apresentação extremamente competente e mostrou ao público que conhece bem o palco onde pisa. A banda embalou o início do evento com um ótimo rock, introspectivo e beirando a esquisitice. Proposta bem executada por sinal. Em seguida foi a vez do Tempo Plástico tomar espaço. Também originada nesse “Buraco do Queijo” (uma de suas canções), a banda mandou um funk rock nervoso e teve o show marcado pelas batidas quebradas, efeitos de teclado e pela entorpecida presença do vocalista e tecladista Fábio Gruppi, despertando a curiosidade e a simpatia do público.

Tempo Plástico

Tempo Plástico

Na terceira apresentação da noite, entra em cena a banda Seu Juvenal. Filha das cidades de Uberaba e Ouro Preto, a banda executou um showzasso. Não literalmente, explodiu as mentes frágeis de alguns presentes na platéia, apresentando um som pesado e experimental. No Myspace deles, encontra-se a seguinte descrição: “Rock / Experimental / Indie”, a brincadeira um pouco mais ao lado traduz bem o trabalho: “Punk Roça!!!”. A banda que tocou logo depois foi Lupe de Lupe, escolhida pelo voto do público para tocar no Grito Rock Sabará. Foi uma boa apresentação, o som lembra uma mistura Los Hermanos e Artic Monkeys, com boas dosagens de distorções e efeitos sujos nas músicas.

O fechamento das prévias ficou nas mãos, ou melhor, na cozinha do The Hells Kitchen Project. A banda impôs respeito e, nos ultimos tempos, vem ganhando atenção ao mostrar que sabe fazer rock sem guitarra. Show intenso e dançante, viajando pelo soul e e pelo funk, ao provar definitivamente que menos também pode ser mais.

The Hell´s Kitchen Project

The Hell´s Kitchen Project


Com reportagem de Paulo Souza
Fotos: Marco Aurélio Prates
Edição: Eduardo Curi

3 Comentários

Arquivado em Cobertura de Pegada, coletivopegada, Festival, Seletivas, Show