Arquivo da tag: Eduardo Ramos

Pegada Recomenda: “Assonance”, The Name

 

Por David Dines
Depois do estouro do Franz Ferdinand, ficou fácil encontrar bandas que se utilizam da sonoridade pós-punk com batida disco a cada esquina, seja em Berlim ou Curitiba. No entanto, o power-trio sorocabano The Name subverte a ordem em seu novo EP “Assonance”, ao mesclar influências incomuns e primando pela criatividade rítmica, sem usar o tempo todo o “four on the floor” típico da linha musical.
As cinco faixas de “Assonance”, produzidas pela própria banda junto a Eduardo Ramos e Sérgio Ugeda (Tronco), também são marcadas pela crueza de guitarras distorcidas e pelo uso nada ortodoxo da percussão de Oscar Segovia em três das faixas. O trabalho já abre em alto nível, com a rápida e cativante “Come Out Tonite”. A canção é guiada pelo vocal distinto de Andy, que lembra por vezes Cedric Bixler Zavala (ex-At The Drive-In, atual Mars Volta) e Luke Jenner (The Rapture).
Os BPMs seguem igualmente altos até o final do EP, quebrando o ritmo apenas na quarta faixa, “Tenant”. Outros destaques são a faixa-título e “Can You Dance, Boy”, que traz Jack White e Siouxsie Sioux para a pista e desafia o ouvinte a ficar parado. Não é à toa que o trabalho já foi indicado como um dos melhores lançamentos de 2009 até o momento pela TramaVirtual.
Confira o site oficial do The Name: http://www.thenamemusic.com

Por David Dines

Depois do estouro do Franz Ferdinand, ficou fácil encontrar bandas que se utilizam da sonoridade pós-punk com batida disco a cada esquina, seja em Berlim ou Curitiba. No entanto, o power-trio sorocabano The Name subverte a ordem em seu novo EP Assonance, ao mesclar influências incomuns e primando pela criatividade rítmica, sem usar o tempo todo o “four on the floor” típico da linha musical.

As cinco faixas de Assonance, produzidas pela própria banda junto a Eduardo Ramos e Sérgio Ugeda (Tronco), também são marcadas pela crueza de guitarras distorcidas e pelo uso nada ortodoxo da percussão de Oscar Segovia em três das faixas. O trabalho já abre em alto nível, com a rápida e cativante “Come Out Tonite”. A canção é guiada pelo vocal distinto de Andy, que lembra por vezes Cedric Bixler Zavala (ex-At The Drive-In, atual Mars Volta) e Luke Jenner (The Rapture).

Os BPMs seguem igualmente altos até o final do EP, quebrando o ritmo apenas na quarta faixa, “Tenant”. Outros destaques são a faixa-título e “Can You Dance, Boy”, que traz Jack White e Siouxsie Sioux para a pista e desafia o ouvinte a ficar parado. Não é à toa que o trabalho já foi indicado como um dos melhores lançamentos de 2009 até o momento pela TramaVirtual.

Confira o site oficial do The Name: www.thenamemusic.com

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em coletivopegada, Pegada recomenda

Circular é preciso

por Camila Cortielha

Na última terça-feira (24), foi lançado um inédito programa de incentivo à música mineira, o Programa Música Minas, iniciativa do Fórum Música Minas em convênio com o Governo de Minas. Foi anunciado um pacote de ações que englobam passagens aéreas nacionais e internacionais, financiamento de shows em capitais brasileiras, produção de um catálogo e participações em feiras internacionais, num montante de R$1,5 milhão do Tesouro do Estado. O coletivo Pegada por meio do Circuito Mineiro de Música Independente, participou da construção deste programa, já falou sobre o Edital de Passagens nesse blog e, em breve detalhará o programa.

Veja como está o "Mapa das Casas de Show da América do Sul" até então.

Veja como está o "Mapa das Casas de Show da América do Sul".

Parece que o cenário musical brasileiro concorda que o próximo passo é realmente armar turnês. Talvez inspirados pelo modelo norte-americano de viagens compridas e cheias de shows pequenos, percebe-se no Brasil várias iniciativas que demonstram a preocupação e a valorização de excursões. Conheça algumas outras delas abaixo.

  • A Casas Associadas é uma associação de casas de shows independentes do Brasil que “tem como objetivo conectar os espaços que dão oportunidade a bandas autorais para apresentar seu trabalho”, segundo informações do site.
  • Em 2008, Sérgio Ugeda (Amplitude), Eduardo Ramos (Slag Records) e Gabriela Munin (Tronco Produções) organizaram oito turnês pelo interior do estado de São Paulo entre Setembro e Dezembro. Algumas bandas se apresentaram todos os dias, durante 30 dias.
  • O projeto BH Indie anunciou há poucos dias uma parceria com iniciativas de Montes Claros para promover trocas de shows entre bandas de Belo Horizonte e da cidade do norte do estado.

2 Comentários

Arquivado em Artigos, Notícias

3ª edição do Festival All Stars leva indie rock para São João Del Rey

Neste sábado 18 de outubro, acontece em São João Del Rey a terceira edição do Festival All Stars. São cinco atrações de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, que se apresentam no Domo Video Pub a partir das 16h. O evento é uma iniciativa de Túlio Panzera, em conjunto com o site IndieRockOnline e apoio dos selos Midsummer Madness e Slag Records.

PROGRAMAÇÃO
16h Dj Lomão (SJDR)
17h Os escalas (SJDR)
17h30 Music Settlement (SP)
18h Dj b (SJDR)
18h30 In Verso (BH)
19h30 Dj Gordinho (RJ)
20h Churrus (SJDR)
21h Dj Eduardo Ramos (SP)
21h30 Cinza (BH)
22h30 Dj Bruno Orsini (BH)
23h The John Candy (RJ)
00h Dj Rodrigo Lariú (RJ)
00h30 Holger (SP)

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, Festival