Arquivo da categoria: Eventos de Pegada

4º Evento de Pegada, 11/6

4evento

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Eventos de Pegada

Inscrições para a palestra de produção musical se encerram na próxima quarta-feira, 10/6

As inscrições para a palestra de Tiago Barizon, proprietário da agência e produtora Identidade Musical, encerram-se depois de amanhã, 10/6. Os interessados devem mandar um e-mail para coletivopegada@yahoo.com.br, com nome completo e número de identidade.

A palestra será no Minueto Centro Musical (Rua Pedro Simoni, 54, Santo Antônio) às 15h, é gratuita e faz parte da programação do 4º Evento de Pegada, que também terá a discotecagem do DJ Charchar no Casa Lounge Café (Rua Congonhas, 527, Santo Antônio) a partir das 19h e a festa Yes We Can n´A Obra com as bandas Cães do Cerrado e FadaRobocopTubarão + os DJs Malibu, Tiago Barizon, StereoTóxico e Mi Simpatia.

Deixe um comentário

Arquivado em coletivopegada, Eventos de Pegada

Coletivo Pegada abre inscrições para palestra de produção musical

O coletivo Pegada, em parceria com a produtora Identidade Musical, de São Paulo (SP) e o Minueto Centro Musical, abre as inscrições para a palestra de produção musical, no dia 11 de junho. As inscrições podem ser feitas até o dia 10 pelo e-mail coletivopegada@yahoo.com.br. O interessado deve enviar nome completo e número da carteira de identidade. O evento é gratuito e será no Minueto Centro Musical, Rua Paulo Simoni, 54, Santo Antônio, das 15 às 19 horas. As vagas são limitadas.

O palestrante é Tiago Barizon, proprietário da Identidade Musical, produtora e agência sediada em São Paulo, desde 2006. Formada por profissionais da área musical e de comunicação com experiência de mercado, a agência foi criada para dar suporte na profissionalização do artista independente nas mais diversas áreas, da produção musical à assessoria em comunicação.

Tiago também é o criador do selo Baritone Records e está no meio musical desde 1990, quando começou a tocar em bandas de São Paulo. Formado em Administração e Marketing, trabalhou em agências de comunicação atendendo clientes como Unilever, Telefônica, Galileo e Microsoft. Ao voltar a atender exclusivamente o mercado musical migrou todos os métodos desenvolvidos nesses anos de mercado corporativo para auxiliar as bandas a entenderem o mercado e viabilizarem projetos que sejam sustentáveis. Atende bandas do Brasil todo além de casas de shows e outros selos.

A palestra irá apresentar aos participantes como funciona o mercado musical e quais são as atividades executadas em cada estágio da produção e os profissionais que se envolvem na cadeia produtiva musical; introduzir os conceitos de “Plano de Carreira” e “Visão Estratégica de Carreira”; tirar as principais dúvidas referentes a direitos autorais, registros e afiliações além de mostrar como funciona o processo de comunicação e divulgação do trabalho. O público-alvo são músicos, produtores, donos de casas de shows e demais interessados na cena musical independente.

2 Comentários

Arquivado em coletivopegada, Eventos de Pegada

Rock 45s agita o Cineclube Savassi na sexta, 1/5

Rock 45s com Kid Vinil, 1/5

Nessa sexta de feriado, dia 1, a festa Rock 45s vai tomar conta do Cineclube Savassi. Promovida pelo selo Vinyl Land Records com o apoio de Pegada, contará com discotecagens de Kid Vinil, lendário músico e jornalista, Luiz PF (codinome de Luiz Valente, proprietário do selo), e do DJ de Pegada JJBZ. O evento, já em sua quinta edição, propõe um apanhado geral do rock’n’roll por meio de compactos de sete polegadas em vinil, também conhecidos como “forty-fives”.

Apesar de ter perdido força no Brasil com o surgimento do CD e do MP3, na última década, o mercado de vinil vem crescendo regularmente desde 2004, segundo dados da indústria inglesa. Tendo adquirido status cult, as bolachinhas transformaram-se em objetos de desejo de muitos, ferramentas essenciais para DJs e plataforma de lançamentos de bandas alternativas. Dedicando-se exclusivamente a esse nicho, Luiz Valente criou a Vinyl Land Records, responsável por trabalhos de artistas como Autoramas, Dead Lover’s Twisted Heart e Fungos Funk no formato.

Valente conversou com o repórter de Pegada David Dines a respeito da trajetória do selo. Confira:

PF ao pé da letra

PF ao pé da letra

Como surgiu a ideia de montar um selo especializado em vinil?
Desde 2002 já venho organizando festas com o nome de Vinyl Land, a primeira foi na época que eu era dono do “Lugar” na rua Leopoldina. O objetivo era “equilibrar” um pouco a cena de DJs da cidade, e abrir espaço pra DJs que realmente investiam no seu trabalho, pois nessa epoca começou aparecer muita gente tocando CDRs e MP3 (não que eu tenha nada contra isso…). Nesse mesmo período comecei a pensar na possibilidade de discotecar também, pois já fazia isso informalmente colocando o som ambiente da casa. Mas decidi que, se fosse realmente levar a coisa a sério, gostaria de fazer somente com vinil, por ser mais divertido e desafiador. Depois de um tempo começou a dar vontade de tocar coisas que nunca foram lançadas em vinil (tipo musica brasileira de 96 pra frente), então resolvi que, já que não existia, eu iria fazer um selo focado nisso. Então a ideia partiu mais da minha vontade de comprar esses discos. Quando conheci os Dead Lover’s em 2007, conversamos sobre a ideia e o projeto se concretizou.

A Vinyl Land também investe na divulgação dos seus lançamentos na Europa. Como está sendo a recepção no exterior?
Se o termo “investir” significar comprar espaços em revistas, fazer propaganda em radio, TV ou coisa parecida, a resposta seria não, já que o selo é muito pequeno ainda. Mas, se falarmos em termos de tempo e divulgação feitas por mim mesmo, então o investimento é grande. Sempre quando toco procuro incorporar as bandas do selo no set e, seja qual for a cidade, passo nas lojas de disco e vendo os compactos no melhor estilo “conta-gotas”. Foi nesse esquema que consegui colocar os Autoramas na Rough Trade (tradicional loja de música independente de Londres), o que deu uma repercussão bem legal pra banda. Normalmente as pessoas recebem o som de bandas brasileiras super bem, mas vai de banda pra banda. Mas se percebe que pelo menos ficam curiosos e ouvem de cabeça aberta. O objetivo de minha volta agora em Maio é conseguir um distribuidor europeu para o selo, o que abre a possibilidade de acelerar o processo de novos lançamentos.

Quais as dificuldades de se trabalhar com esse tipo de formato no país?
Como trabalho com um mercado de nicho, o objetivo principal é primeiramente chegar no seu público-alvo. Já que o selo é uma extensão natural das festas Vinyl Land e das minhas discotecagens, isso é feito de forma intuitiva, com calma, paciência e muita ajuda da internet também. Não é muita gente que consome vinil no Brasil, mas é um público fiel que corre atrás do que quer, e que foi deixado de lado no país já faz mais de 10 anos. A principal dificuldade é a Polysom (ultima fabrica da America Latina) ter fechado em 2007 e ainda não ter reaberto. Com a confirmação da compra dela pela Deck Disc no fim de 2008, recebi noticias essa semana que eles devem reabrir em julho, o que provavelmente significa algo mais pro fim do ano. Se conseguirem atingir um padrão legal de qualidade e um preço acessível, acredito que vão surgir muitos outros selos (A Monstro e a Gravadora Discos já fazem isso a um tempo) e bandas interessados em prensar suas bolachas, o que seria sensacional. Quero mais é que todo mundo adote o padrão “virtual e vinil” preu poder comprar os discos também [risos]. São tantas bandas legais que temos no Brasil, que a Vinyl Land nunca dará conta do recado… Fico na torcida que isso realmente aconteça, enquanto isso vamos fazendo o que podemos pra não deixar essa cultura morrer.

Serviço:

Festa Rock 45s com Kid Vinil
Sexta-feira, 1 de maio, 23h
Local: Cineclube Savassi – R. Levindo Lopes, 358
DJs: Kid Vinil, Luiz PF (Vinyl Land) e JJBZ (Pegada)
Entrada: R$ 15 e R$ 10 (até 1h)

1 comentário

Arquivado em Agenda, coletivopegada, Entrevistas, Eventos de Pegada

Grito Rock BH 2009

logo-final-jpg2

O coletivo Pegada gostaria de agradecer a todas as bandas que se inscreveram para participar do festival Grito Rock 2009 em Belo Horizonte. Inscreveram-se, no total, 39 bandas de Belo Horizonte e Região Metropolitana e mais 37 bandas de Minas Gerais e do Brasil.

O Grito Rock BH terá apenas um dia de festival, 19/02 no bar dançante A Obra. Por isso, o espaço e tempo ficaram pequenos para tantas bandas. Selecionamos nove bandas de BH e região metropolitana para participarem das prévias e outras duas bandas já foram confirmadas para o dia do festival.

A seleção foi feita através de uma curadoria formada por integrantes do Pegada , que escutaram todas as bandas criteriosamente e se esforçaram por selecionar a maior variedade possível do que é produzido no rock belo-horizontino. Alguns critérios não foram atendidos por algumas bandas, tais como envio do material após a data limite de inscrição, não envio da ficha de inscrição e falta de material requisitado. Sugerimos a essas bandas que tenham um pouco mais de atenção nas próximas inscrições de outros festivais. Lembrando que a cena independente quer ser auto sustentável e, por isso, deve manter uma postura profissional.

Outra informação relevante é que algumas bandas não foram selecionadas pois já haviam sido selecionadas para prévias do Grito Rock Sabará, que estão sendo realizadas em parceria com os Gritos BH, Vespasiano e Divinópolis. Dessa maneira, achamos interessante dar espaço a outras, e consequentemente mais bandas. Além disso, uma das bandas classificadas em uma das prévias do Grito Rock Sabará também terá espaço para tocar no Grito BH. Portanto, vamos fazer dessas prévias do Grito uma grande festa com ótimos shows!

A primeira prévia do Grito BH será dia 21/01 n’A Obra, a partir das 21h, com as bandas D’Front, Grupo Porco de Grindcore Interpretativo, Pelos de Cachorro, Rocknova e Utopia.

A segunda prévia será realizada dia 28/01, também n’A Obra, às 21h, com as bandas de Pegada Aldan, Cães do Cerrado, Manolos Funk e Stereotaxico.

A programação no dia 19/2 será a seguinte:
Nuda
4
+ banda da prévia 21/01
+ banda da prévia 28/01
+ banda da prévia Fórceps (10, 17 ou 23/01)

As prévias para o Grito Rock Sabará acontecem dias 10, 17 e 23 de janeiro no Matriz.

Deixe um comentário

Arquivado em Agenda, Cobertura de Pegada, coletivopegada, Eventos de Pegada, Festival

Inscrições para o Grito Rock Belo Horizonte prorrogadas

O coletivo Pegada prorrogou as inscrições para o festival Grito Rock 2009 até a próxima sexta-feira, dia 26 de dezembro.

Corra!

Inscreva sua banda.

3 Comentários

Arquivado em Agenda, Eventos de Pegada, Festival, O que pega

Camisetas de Pegada

Camiseta sabor asfalto + chocolate + morango

O próximo Evento de Pegada acontecerá na sexta-feira, dia 14 de novembro. O coletivo Pegada virou a noite de ontem produzindo o material de divulgação. Fizemos todos os cartazes e algumas camisetas para passear por aí. Como ficou tudo tão lindo, resolvemos deixar vocês comprarem também!

Para garantir uma camiseta: Deposite R$20 no Banco do Brasil, AG 3610-2, CC 18791-7, favorecido Lucas de Áliva Carvalho Fleury Mortimer. Até quarta-feira, 12 de novembro, 18h. Mande o código de depósito ou a imagem do comprovante para coletivopegada@gmail.com, com o nome completo de quem vai pegar a camiseta. A entrega vai ser feita no dia da festa, dia 14 de novembro, lá na Obra.

9 Comentários

Arquivado em Agenda, coletivopegada, Eventos de Pegada, Festa, O que pega, Pegadores