Áudio de Pegada – Cuidados com a audição

Por Eduardo Curi

Você cuida bem dos seus ouvidos? Você usa protetores quando vai a shows, já fez uma audiometria alguma vez na sua vida, sabe quais frequências você ouve melhor? Não? Então é melhor começar a tomar esses cuidados se quiser continuar trabalhando com música.

O ouvido humano é capaz de ouvir sons de 20hz (mais grave) até 20kHz (mais agudo), pelo menos em teoria. No entanto, ao longo da vida, ocorre um desgaste, o que acaba fazendo com que haja uma perda natural da acuidade auditiva. A perda não é linear, ela pode atingir algumas frequências com mais intensidade do que outras. Ela também não ocorre por igual nos dois ouvidos. Você pode ter uma deficiência maior em determinada frequência em um dos ouvidos, mas o outro continuar intacto.

Para cuidar melhor da sua audição é bom você conhecer as regras elaboradas pelo Ministério do Trabalho sobre exposição à ruído. Nesta resolução você encontra os limites estipulados pelo órgão em Db X Tempo de exposição. Tenha em mente que um ruído baixo também pode causar uma lesão no seu ouvido, dependendo do tempo ao qual você ficou exposto.

Outra forma de proteger seus ouvidos é usar protetores, não apenas durante a exposição aos ruídos mais altos, como ensaios, shows ou festas, mas durante o dia. Você já reparou o quanto uma avenida movimentada pode ser barulhenta? Usar protetores durante o dia inteiro pode também melhorar a sua percepção na hora do trabalho, pois seus ouvidos estarão menos cansados quando você precisar deles.

Um dos maiores perigos à sua audição são os MP3 Players. Se você é do tipo que adora ouvir música no fone de ouvido, no máximo volume, lembre-se de duas coisas: primeiro, você não precisa gritar para falar quando estiver com o fone nos ouvidos e, segundo, danos causados ao aparelho auditivo são irreversíveis.

1 comentário

Arquivado em Áudio de Pegada

Uma resposta para “Áudio de Pegada – Cuidados com a audição

  1. Arthur Vinícius

    Bom assunto! Temos que tomar cuidado para não deixar a apatia tomar conta e permitir que nossos sentidos sejam progressivamente degenerados, por exemplo, a gente se acostuma com um barulho que antes era insuportável, com uma comida que antes era ruim, com um clima que antes era melhor, etc. etc.

    Disgressão finalizada, hehe, sugiro aí um complemento para o assunto: é uma apresentação intitulada “Noções de fisiologia do ouvido”, preparada por um professor da Escola de Música da UFMG que também é médico. Link: http://www.4shared.com/file/136419307/691a895c/Noes_de_fisiologia_do_ouvido.html

    []s,
    Arthur V.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s