Áudio de Pegada – Ouvindo guitarras

por Eduardo Curi

Comecei tocando violão em 1993 e logo passei pra guitarra que se tornou meu instrumento original. Sempre gostei muito de guitarra e me lembro a primeira vez que assisti a um vídeo do Guns ´n Roses e reparei que havia duas delas. Até então, não tinha me dado conta de que poderia haver duas guitarras em uma mesma banda. Intrigado com isso, passei a tentar ouvir o que cada uma tocava e como soavam, enfim, tentei ouvir cada uma em separado.

Depois que se consegue a primeira vez, o sentido passa a ser automático e você sempre percebe quando há mais de uma guitarra. Com o passar dos anos, comecei a ouvir Iron Maiden e reparava que, nos discos ao vivo, cada guitarra estava em uma caixa de som.

Aprendi o que é a espacialização da guitarra sem saber.

Depois fui ouvir Black Sabbath e, quando ouvia “Paranoid” reparava que, durante o solo de Tony Iommi, havia uma outra guitarra no fundo. Não entendia o porquê, afinal, a banda só tinha um guitarrista.

Aprendi, então, o overdub.

Saber ouvir o que cada instrumento está fazendo dentro da música como um todo é fundamental para qualquer um que queira mixar uma boa track de guitarra. Você precisa saber se há overdubs e onde as guitarras estão no estéreo, e principalmente, saber acompanhar as mudanças e movimentos.

Para espacializar bem uma guitarra você tem que primeiro prestar atenção no estilo de música que está sendo tocado, afinal, a guitarra do jazz não ocupa o mesmo espaço que a guitarra do punk. Ouça suas referências e repare onde a guitarra está no espectro. Ouça as músicas com fones de ouvido, tire um deles da orelha e escute apenas um lado para ver o que está ali. Escute nas caixas de som e desligue uma para ver como soa a outra.

Feito isso, veja quantas guitarras tem na canção que você vai trabalhar e procure distribuí-las como se fosse em um palco à sua frente. Pense onde, normalmente, você vê os amplificadores em um show. É apenas uma guitarra, tem overdubs, tem solos? Onde entrará cada elemento e a qual tempo? Eles estarão sempre juntos ou apenas em partes específicas da música?

Distribua-as de modo que elas não mascarem ou sejam mascaradas por outros instrumentos. Fique atento na relação dela com a caixa da bateria, quando estiver posicionado-a. Você não precisa deixa-las fixas em um ponto também, brinque com a posição delas, faça movimentos delas no pan.

Para finalizar, sempre tome a decisão final ouvindo-as na mix como um todo. Afinal, o consumidor final da sua música não ouve apenas tracks de instrumentos.

3 Comentários

Arquivado em Áudio de Pegada

3 Respostas para “Áudio de Pegada – Ouvindo guitarras

  1. legal instigar a criatividade de mixar a guitarra, fez isso mostrando grandes referencias do instrumento, como já dizia o grande Guto Graça Melo: “o segredo de uma grande mixagem são boas influencias musicais, escuto musicas bem produzidas do estilo”.
    Inspiraçao nao é plágio.
    Bom texto.

  2. Valeu demais pelo comentário!

  3. Muito bom parabéns pelo post

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s