Pegada Recomenda- Deco Lima e o Combinado “Volume 1”

Por Roger Deff

Pouca coisa me deixa mais feliz do que presenciar a concretização merecida de alguns projetos. Principalmente quando apresentam originalidade e autenticidade, fugindo de fórmulas prontas e desgastadas. É o caso de “Volume 1”, primeiro trabalho lançado de Deco Lima e o Combinado. O combo é formado por Deco Lima (voz, letras e guitarra), Saulo Rajão ( baixo), Wallisson Liliu (percussão), Ricardo Neguim (bateria) e Sérgio Giffoni (toca –discos e programação) que é também responsável pela produção do disco, ao lado de Deco Lima.

Vi o trabalho pela primeira vez em 2006,  quando eles dividiram o palco com B Negão no Parque Municipal. O impacto inicial foi muito positivo, mas nada se compara à sensação de ouvir o CD prestando atenção nos arranjos e nas letras, em que Deco brinca com a diversidade sonora da qual bebe da fonte. O disco é uma verdadeira miscelânea de estilos, trazendo no mesmo balaio um autêntico funk soul Power, punk rock, hip-hop, samba e até o funk carioca, a exemplo da faixa “Bela Princesa”.

Uma das coisas que mais chamou minha atenção é o fato do álbum conseguir um equilíbrio que, na minha opinião, é difícil de se alcançar. Ao mesmo tempo em que ele é sofisticado, tanto na proposta musical quanto na abordagem das letras, possui grande apelo popular, não exigindo do ouvinte um conhecimento aprofundado daquelas referências sonoras. É música para dançar no fim das contas, conseguindo impressionar tanto músicos quanto leigos no assunto. E o melhor é que isso ocorreu naturalmente, não se trata de uma estratégia pra atingir um “Público Amplo”. Como o próprio Deco disse, todas as referências utilizadas no disco já fazem parte do universo cotidiano das pessoas, talvez por isso a identificação seja tão imediata. Receita simples, segundo o próprio Deco: “Funk na cara com samba embutido e distorção a gosto”. Melhor definição impossível, o samba está presente em doses homeopáticas, bem distribuías ao longo do CD. Uma das melhores faixas é a música “Fila de Banheiro”. Bonus track, lançada originalmente na coletânea “Indiada Magneto”.

A produção deste som ficou sob a responsa de Daniel Saavedra (Proa), um dos músicos mais competentes da cena local. O disco, como um todo, vai muito bem, contando com outras parcerias legais como o beat-maker DJ Roger Moore nas músicas “Fala pra mim” e “Disseram que meu rap é ½ samba” e Gabriel Guedes em o “Samba Mandou”, entre outros que somaram forças neste trampo pra lá de bacana e bom de se ouvir.

Deixe um comentário

Arquivado em coletivopegada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s