Áudio de Pegada – Como ouvimos

Muito se fala em resposta plana ao se tratar de transdutores, como microfones ou caixas acústicas. Queremos sempre ouvir um som “fiel”, com uma resposta de frequência linear. Mas a nossa audição não é linear, muito menos fiel.

Para começar, ouvimos sons distribuídos em frequências de 20 Hz a 20 kHz, pelo menos em teoria. Porém, dificilmente você irá encontrar equipamentos que consigam reproduzir os extremos desse espectro, o que já faz com que percamos uma parte considerável de informação sonora. Outro fator limitador é a perda auditiva que sofremos com o tempo. Dificilmente, você mesmo será capaz de ouvir tais extremos, mesmo que o seu equipamento seja capaz de reproduzí-los.

Agora entramos na audição em si. A resposta de frequência dos nossos ouvidos não é linear. Nosso ouvido foi desenhado de modo que tenhamos um ganho de percepção nas frequências entre 1 e 6 kHz, ou seja, no espaço em que a voz trabalha.

Para sons mais graves precisamos de mais energia. Ou seja, para ouvir um som a 60 Hz, você precisa que ele esteja, no mínimo a 30 dB SPL. Para um som de 4 kHz, é necessário que ele esteja a pouco mais de 5 dB SPL. Comportamento semelhante acontece nos agudos a partir dos 4 kHz. Há uma maneira, no entanto, de você ter uma resposta auditiva linear: aumentar o volume até o limite da dor, pois quanto mais alto o som estiver, menor será a nossa percepção de dinâmica e mais linear se torna a resposta de frequência dos nossos ouvidos.

O que isso influencia na hora que estivermos produzindo? Tudo!

Primeiro, temos que prestar atenção no nível da monitoração. Ele deve estar em um volume confortável, que não machuque os nossos ouvidos e nos permita conversar, dentro da técnica sem termos que levantar a voz. Ao equalizar, usando um analisador de espectro como referência, não busque uma linha reta, isso irá embolar o resultado final. Use o seu ouvido como referência, e procure atenuar as frequências mais aparentes até equilibrar a mix.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Áudio de Pegada, coletivopegada

2 Respostas para “Áudio de Pegada – Como ouvimos

  1. uau,galera! parabéns pelo blog,consistente e com boas informaçõs. Na contra-mão dos milhões de blogs de “críticos” musicais que existem por aí, vocês disponibilizam uma interessante agenda cultural, além de entrevistas e textos sobre a cena independente (de áudio a palestras e festivais) que servem muito como um background pra galera que trabalha na área. Acho bom seguir reforçando essa idéia(e tb dos eventos lados B q na maioria das vezes são divulgados no boca a boca)! É isso aí! Parabéns pelo trabalho!

  2. Paim, como editor do blog eu fico megasuperhiperlisonjeado de ler um comentário como esse e acho que todos no coletivo tbm

    continue a nos prestigiar sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s