Áudio de Pegada – Aldan no estúdio

Texto e fotos: Davi Bretas

No sábado, 23/5, a banda Aldan iniciou a gravação de seu primeiro EP, que contará com cinco músicas, após dois longos meses de pré-produção. Essa primeira etapa foi feita na casa dos próprios integrantes da banda e no estúdio Effectus, tendo sido de extrema importância para elaboração de arranjos e até para uma maior reflexão conceitual sobre as música.
Chegamos ao Estúdio Casa Antiga, onde o disco será gravado na íntegra, um pouco antes das 14h e já encontramos nosso co-produtor e amigo Fabrício Galvani com a microfonação da batera bem adintada. Ai vão algumas especificações do estúdio e de microfones utilizados na microfonação da nossa bateria:

Pro Tools 8
Interface Digidesign 003 Mixer
Aphex 107 Tubessence (Pré amp valvulado)
ART CS2 (Compressor/Limiter/gate)
Bateria ODERY Studio Master Serires (22”, 14”, 10”, 12” 14”)

Fabrício Galvani na técnica

Fabrício Galvani na técnica

BB – AKG D112
CX – sennheiser e609 silver
CX EST – Audix
HH – SM57
TT – Áudix
SD – Áudix
OVER´s – AKG C414 TL II (PAR CASADO)

Algumas considerações sobre a microfonação:

Durante muito tempo questionei o Fabrício sobre o uso de Sm 57 para a gravação de Chimbal, e realmente consegue-se um som muito bacana, menos espetado e se encaixa muito bem no som da Aldan.
Fabrício nos propôs colocarmos um microfone de bumbo no surdo, eu nunca havia feito isso, ficou demais! Definição e peso! Geralmente, em gravações de baterias, os produtores, bandas e engenheiros, gostam de captar ambiências, as vezes várias. Confeso ser uma prática que também me agrada, mas, devido ao tamanho da sala, achamos não valer a pena.

aldan2

Após bateria microfonada, passagem de níveis e um bom cafezinho, caímos pra dentro do estúdio! Gravamos as guias bem rapidinho, e começamos a gravação das bateras. A princípio ficamos muito preocupados em conseguir colocar no disco a energia que a Aldan apresenta ao vivo e por isso fizemos algumas automações de metrônomo para tornar a coisa um pouco mais humana. Nosso baterísta Bruno Carlos mandou ver, gravou as bateras de 4 músicas até bem rápido, mas aconteceu de agarrar na última. Faz parte, conseguimos gravar quatro definitivas em 3 horas. Nessa terça voltamos ao estúdio para matar a música que faltou.

O EP da Aldan ainda não tem nome, e tem como próxima etapa de gravação o baixo!

Abraços e até a próxima!

Deixe um comentário

Arquivado em Áudio de Pegada

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s