Mapa Musical ajuda a “rastrear” o cenário independente

por Roger Deff

O cenário musical independente no Brasil vêm experimentando um crescimento notório nos últimos anos. Para tentar registrar toda esta produção surgiu o site Mapa Musical, um espaço que pretende nortear músicos, produtores ou mesmo interessados em conhecer melhor a cena independente nacional.

 O site está no ar desde o dia 22 de abril, com uma pesquisa voltada para blogs e sites que tenham a música independente como foco. De acordo com o paulista Tiago Barizon,  produtor e um dos idealizadores do projeto, o próximo passo é fazer o mesmo com bandas e público. É através destas pesquisas iniciais que o Mapa Musical criará seu banco de dados, cujo conteúdo terá participação ativa das pessoas que compõem a cadeia produtiva da música.

 Quando todo este trabalho estiver concluído o site poderá fornecer um panorama abrangente da cena musical do país, permitindo, entre outras coisas, que bandas e produtores foquem seus esforços de acordo com a distribuição do público e seus hábitos.

 A idéia surgiu durante um bate papo entre Tiago Barizon e suas parceiras, Pamela Leme e Kátia Abreu, onde ele expôs suas aflições com relação à falta de informação na cena musical independente.

 “Não podemos falar de mercado musical independente, ninguém tem números sobre o público, quem são essas pessoas, onde estão como descobrem novas bandas, como consomem, o que as bandas pensam sobre a cena e quais suas necessidades”, analisa.

 Foi a partir desta conversa que os três deram início ao Mapa Musical. Embora os resultados ainda não estejam 100% disponíveis, já que ainda estão colhendo informações, o primeiro fruto destas pesquisas já pode ser conferido. Trata-se de um bookmark colaborativo com todos os blogs e sites que responderam à pesquisa, são links para blogs e sites alternativos de todo o Brasil. Barizon enfatiza a importância destes espaços para o fomento da cena.

 “Já não é surpresa para ninguém que estes veículos que tem uma audiência segmentada que pode dar muito mais resultados para um grupo que quer divulgar seu trabalho do que ficar tentando uma nota em algum jornal de grande circulação. Se no futuro forem analisar como agiam e o que diziam os formadores de opinião no começo do século XXI, sem dúvidas alguns destes sites e blogs estarão na lista”, diz.

 O produtor conta que, sem informações que sirvam de orientação é difícil pensar em qualquer planejamento ou dialogo com outros setores que possam ajudar na viabilização de projetos sustentáveis na área musical. De acordo com Tiago, mesmo dentro da cena, a circulação de informações é muito restrita, apesar de boas iniciativas da ABRAFIN e do Circuito Fora Eixo.

“O fato é que, na grande maioria das vezes, as pessoas fazem coisas usando o método do achismo. Alguém acha que tal ação pode dar certo, então ele tenta realizá-la”, completa, enfatizando a carência de informações que possibilitem ações efetivas.

Tiago chama a atenção para a diversidade existente no cenário independente. Segundo ele, a maioria dos produtores ou bandas de rock, quando referem-se à música independente normalmente está pensando somente no rock independente.

 “Temos que nos lembrar que existe também uma cena do rap independente, do jazz independente, da mpb independente, da música experimental independente. Esse pessoal da música experimental, por exemplo. Se os rockers acham que faltam espaços para tocar, imaginem eles. Queremos estabelecer diálogos e trocas, coisa que acontece em uma escala mínima atualmente”, conclui.

 Confira e colabore: www.mapamusical.com.br

Anúncios

1 comentário

Arquivado em coletivopegada

Uma resposta para “Mapa Musical ajuda a “rastrear” o cenário independente

  1. Olá. Desenvolvemos um portal de bandas independentes. Agradeceria muito se você pudesse indicá-lo no seu blog. http://www.myband.com.br
    Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s