Cobertura de Pegada – Prévias Grito Rock 2009 Belo Horizonte

Votação apertada teve a banda Rocknova como vencedora para tocar no Grito Rock 2009 BH, no dia 19/2

Rocknova, a vencedora da noite!

Rocknova, a vencedora da noite!

O tradicional bar dançante A Obra mais uma vez teve sua porta de vidro do hall de entrada embaçada pelo calor que subia do inferninho ao receber a primeira prévia do Grito Rock 2009 BH, tanto pela lotação da casa quanto pelo ótimo nível dos shows, que fez o clima esquentar ainda mais lá por dentro. Cinco bandas, de estilos e públicos variados, se apresentaram por cerca de 20 minutos, sendo que uma seria selecionada pelo público para participar do festival no dia 19/2. A organização das bandas e da produção foi um ponto forte, já que para quem conhece A Obra e seu espaço físico, sabe o quanto é díficil administrar cinco bandas e seus públicos numa mesma ocasião por lá.

O Rocknova foi a primeira banda a subir no palco com seu pop rock de muito bom gosto, e com uma apresentação concisa e tecnicamente muito boa, já deu as caras de que a noite seria das melhores. Apresentaram ao público algumas canções do seu álbum lançado recentemente, todas fortes candidatas a serem bons hits.

Em seguida se apresenta uma das (boas) novidades da cena de Belo Horizonte, que são os meninos do Utopia!. Embora o pouco tempo de estrada no caminho das músicas autorais, a banda já apresenta uma certa maturidade em suas boas canções, tanto nos arranjos quanto nas letras. Com influência notórias do indie rock dos anos 2000, a banda fez um show muito bom, agradando aos já existentes fãs e conquistando um público novo que ainda não os conhecia. E a tendência é que esse público cresça constantemente.

Utopia!, promessa da cena

Utopia!, promessa da cena

O Pêlos de Cachorro foi a terceira banda a se apresentar. Já conhecida dos palcos belo-horizontinos, não só pelo som, mas também pela estética e pelo trabalho que transcende a música, o grupo fez um show com a competência de sempre, calcado nas músicas do disco “Memorial dos Abismos” (2008), despertando bastante atenção, principalmente daqueles que ainda não conheciam o trabalho dos rapazes .

O hardcore também marcou presença na noite, e foi muito bem representado pelo D´Front. A banda tem uma energia e pegada excelente ao vivo e composições e arranjos bastante originais dentro do segmento que atuam. Um fato inusitado chama a atenção: uma mulher comandando (e muito bem) os beats rápidos da bateria. Conseguiram com que A Obra ficasse ainda menor durante os moshs abertos durante o show. Mais um dos destaques da noite.

Fechando a maratona, o Grupo Porco de Grindcore Interpretativo (que poderia levar uma menção honrosa pelo melhor nome de banda da noite) mostrou seu bizarro grindcore com direito a bateria eletrônica. Causando a estranheza de alguns, chocando outros, fazendo outros rirem e outros a baterem cabeça, a banda cumpriu seu objetivo que é de incomodar o público. E conseguiram muito bem.

No final, méritos ao Rocknova, a banda vencedora na votação. Mas a diferença apertada de votos, entre todas as atrações, foi mais um indicador do alto nível das bandas que se apresentaram na noite.

Clique aqui para ver mais fotos da noite!

logo-final-jpg21

Com reportagem de Luciano Viana
Fotos: Davi Bretas
Edição: Eduardo Curi

Deixe um comentário

Arquivado em Cobertura de Pegada, coletivopegada, Festival, Seletivas, Show

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s